Artigos

Artigos de Revistas

Matéria sobre Darcy Pedrosa para a edição N° 24 de Julho / Agosto de 1999 da revista TV Séries, contando um pouco da carreira deste que foi um dos maiores dubladores de todos os tempos.

Como tantos outros dubladores e atores de rádio, Darcy Pedrosa é um rosto desconhecido para o grande público, mas todos se lembram de sua voz. Imagine aquele pequeno avião cheio de convidados chegando a Ilha da Fantasia. Lá está o Sr. Roarke para recebê-lo com sua célebre frase: “Bem vindos a Ilha da Fantasia!” Que voz imaginou para o Ricardo Montalban? Não lembra bem? Imagine o Coringa do Batman, filme (Jack Nicholson) ou o desenho, tanto faz. Lembrou da voz? E se dissermos: Acredite... Se Quiser... ? Aaaaaaah! Agora você sabe de quem é a essa voz! Essas são apenas algumas das milhares de “pérolas” deixadas por Darcy Pedrosa. Seus colegas terão saudades de um amigo, o público sentirá muita falta de sua voz. Darcy Pedrosa morreu no dia 29 de Maio, vítima de enfarto aos 69 anos. Por isso, na próxima vez que ouvir Ricardo Montalban, Jack Nicholson, Anthony Hopkins, Gene Hackman, Chuck Norris ou Brian Dennehy com uma voz diferente, não estranhe. É que agora o Dr. Darcy tem outra missão: fazer rir quem está no andar de cima!

 

Nascido em 1930, no Rio de Janeiro, Darcy começou sua carreira artística em 1947 estrelando peças infanto-juvenis no teatro do Sesi e obras de Molière, como O Burguês Fidalgo, no Teatro Municipal. No ano seguinte, acompanhando uma amiga para fazer testes na Rádio Globo, precisou contracenar com ela e acabou sendo contratado para trabalhar na rádio novela Madalena, ao lado de Ísis de Oliveira. Três anos depois, Darcy passou a integrar o quadro de artistas da Rádio Nacional do Rio de Janeiro. Sua voz de “galã” o tornou um dos atores mais requisitados da década de 50, chegando a ser considerado por Rodolfo Mayer, como uma das vozes mais bonitas e privilegiadas da época. Darcy estrelava seis novelas por dia e ao vivo; também participava de programas como O Drama de Cada Um e o Grande Teatro, mas seu grande prazer era narrar a Alma das Coisas.

 

 

Darcy trabalhou ao lado de nomes famosos da época como Daisy Lúcidi, Gerdal dos Santos, Maria Sampaio, Amélia Ferreira, Hemílcio Fróes, Nelma Costa e Navarro de Andrade. Também atuou ao lado de Mário Lago em programas radiofônicos como Presídio de Mulheres, dirigido por Lago, ou em peças como O Velho e o Mar, encenada no Teatro Municipal. Mas, apesar de sua voz tê-lo tornado um ator de renome do rádio, seu rosto continuou desconhecido a ponto de seu nome ter sido grafado errado no livro de Mário Lago, onde foi publicada uma foto sua ao lado do ator.

 

Embora sua paixão fosse representar, Darcy estava consciente que precisava seguir uma carreira a qual lhe desse um bom sustento financeiro. Por isso, paralelamente ao rádio e teatro, estudou medicina especializando-se em clínica médica, profissão com a qual ajudava aos colegas sempre que necessário.

 

Com o surgimento da profissão de dublador no Brasil, muitos atores de rádio e teatro abraçaram esta nova carreira, tais como Tereza Raquel, Ida Gomes, Natália Thimberg, Daniel Filho e Hugo Carvana. Darcy foi um deles, integrando o primeiro quadro de dubladores do Rio de Janeiro. Trabalhou em vários estúdios, mas foi na Herbert Richers que permaneceu por mais tempo, 20 anos.

 

 

“Foi meu companheiro na Rádio Nacional e um dos pioneiros da dublagem no Brasil.” – conta Newton da Matta (Bruce Willis de A Gata e o Rato) – “Desde que a dublagem começou, no final dos anos cinqüenta, lá estava ele, com aquele vozeirão às vezes até melhorando a imagem do ator estrangeiro”.

 

Naquela época não existia ainda a escala de horários e por isso o dublador ficava à disposição do diretor durante horas até a dublagem do filme terminar. Para um trabalho tão cansativo, os colegas podiam sempre contar com o bom humor do colega Darcy. “Ele era um extraordinário remédio contra o mau humor! Era tão alegre, tão alegre... que não deixou a gente triste com sua morte.” – diz Mário Monjardim (o Salsicha do Scooby-Doo), também companheiro dos primórdios da dublagem.

 

O início da dublagem no Brasil era uma aventura, pois os atores precisavam trabalhar em condições extremamente precárias. “Era tudo muito experimental no começo” – comenta Darcy em entrevista a um jornal carioca na época em que gravou para a rádio Catedral o programa João Paulo II, A História de Uma Vida Santa – “Tínhamos que trabalhar dentro de estúdios sem qualidade técnica. Atuamos na Cinelab que ficava em um barracão em São Cristóvão”.

 

 

Ao longo de sua carreira, que durou cinco décadas, Darcy emprestou sua voz a dezenas de atores famosos além de atuar em comerciais de rádio, TV e vídeos institucionais. Com o tempo, começou a perder espaço como dublador para atores mais jovens, muitos dos quais aprendem a atuar dublando, pois não têm qualquer experiência anterior. Mesmo assim, seu talento e profissionalismo lhe garantiram trabalho fixo em séries como Magnum, dublando o ator John Hillerman. Ainda exercendo a profissão de médico, Darcy costumava sair da clínica. Este tipo de dedicação e amor a seu trabalho está se tornando cada vez mais raro levando-se em consideração as constantes críticas negativas e os baixos salários, motivos estes que têm encorajado bons dubladores a deixar o ramo.

 

 

O Salário é baixo, mas a carga horária é alta, exigindo que o dublador esteja sempre disponível a qualquer dia da semana. “A dublagem acaba matando a gente” – costumava dizer. No dia 28 de Maio, Darcy trabalhou normalmente até as 22h30 dublando o ator Chuck Norris na série Walker – Texas Rangers. No dia seguinte, sentiu-se mal e foi levando às pressas ao hospital, aonde veio a falecer.

 

Após as lágrimas derramadas pela perda do amigo e colega, os dubladores começaram a lembrar das brincadeiras de Darcy, tornando o pátio da Herbert Richers um pouco mais alegre. Uma de suas manias era formular frases utilizando os nomes dos colegas, tais como:

 

“A mentira tem Penha curta!”,

“Pelas abomináveis sandálias de Ilka!”

“Antes Dário do que nunca!”

“Gonçalos me mordam!”

“Com mil Leonardos Josés! Com mil não! To dando muita corda! Bota só quinhentos!”

“Pelas sugestivas tranças de Jorge Eduardo!”

Quem com Ilka fere, com Roberto Macedo será ferido!”

“No próximo carnaval dona Salma vai sair de Tiazinha porque o chicote ela já tem.”

 

 

Durante seu trabalho de dublagem, quando sua fala passava do movimento labial do ator e o diretor pedia para refazer diminuindo só um pouquinho ele dizia: “Diminui só um ogalésimo de segundo” referindo-se ao companheiro Henrique Ogalla que não é muito alto. Para Ogalla (o Brandon de Barrados no Baile) Darcy é insubstituível.

 

Darcy foi a voz de Shazzan, o gênio do desenho animado de mesmo nome, que ajudava Chuck e Nancy a viverem suas aventuras juntamente com seu camelo voador, Cabupi.

 

Continuou dublando o ator John Jillerman também na série Conexão Europa, de curta duração. Foi a voz do Dr. McCoy em quase todos os filmes de Jornada nas Estrelas, com exceção de A Ira de Khan, onde voltou a dublar Ricardo Montalban, ator que acompanhou durante anos. Mais recentemente, dublou o Tenente Welsh de Rumo Ao Sul, o pai de Dharma em Dharma e Greg e o Dr. Sidney em Pretender. Ainda permanece inédita sua atuação no mais recente filme da saga Guerra nas Estrelas, que já foi dublada e onde fez dois personagens.

 

 

Darcy era um médico que socorria os colegas nos problemas de saúde. Era um humanitário que ajudava colegas com problemas financeiros ou emocionais. É e sempre será um dos maiores dubladores do Brasil. Mas um dos piores sentimentos que pode existir é a falta de reconhecimento para com um trabalho de uma pessoa ou uma classe. Quando um dublador morre deixa o gosto amargo em seus colegas que ficaram, de vê-los partindo sem ter tido seu trabalho reconhecido. Dubladores são atores que merecem o mesmo reconhecimento recebido por aqueles colegas que mostram seus rostos e, portanto, têm seu trabalho mais facilmente valorizado.

 

 

 

Ignorar ou desvalorizar esta arte é dizer que estes artistas não fizeram nada, não contribuíram em 50%, e às vezes mais, para torná-lo fã de uma determinada série, um desenho, filme ou artista. É dizer que as horas que passaram dedicando seu talento para o público poder acompanhar as aventuras, os romances, dramas ou as comédias de seus programas favoritos foram inúteis. Um artista merece e precisa de reconhecimento para continuar a investir em seu talento.

 

 

 

Com a tendência dos canais a cabo de jogar fora a dublagem para substituí-la pela legenda, a impressão deixada é a de que obras de arte como o trabalho de Darcy Pedrosa poderão ficar perdidos no tempo e na memória. É preciso remediar e permitir a valorização desses grandes atores brasileiros.

 

 

FILMOGRAFIA PARCIAL

 

Atores/Filmes:

 

*Anthony Hopkins em:

O Teatro da Vida

Chaplin

Freejack, Os Imortais

O Silêncio dos Inocentes

A Guerra de Um Homem Só

Sempre a Melhor (minissérie)

 

*Antony Metrano em Loucademia de Polícia II

 

*Barry Otto em Bliss – Viva Enquanto Puder

 

*Brian Dennehy em:

Final Apeal

A Loucura do Futuro

Vingança Infernal

Fúria Indomável

FX II – Ilusão Fatal

Gladiator – O Desafio

O Rio da Traição

Os Lobos Não Choram

Romeu e Julieta

Cocoon

 

*Brion James em Time Runner – A Invasão Começa

 

*Brian Keith em:

Caçada em Atlanta

Regresso do Vietnã

 

*Bruno Lawrence em Trilha Para o Inferno

 

*Burt Lancaster em Sem Lei e Sem Alma

 

*Chad Everett em Contato Extraterrestre

 

*Christopher Lee em:

A Vingança de Drácula

Loucademia de Policia VII

Gremlins II

Robin Hood

Drácula: Príncipe das Trevas

 

*Chuck Norris em:

O Defensor

Perigo Mortal

Unidos Para Vencer

 

*Cliff Gorman em Return of Ironside

 

*Cliff Robertson em:

Dazzle (minissérie)

Star 80

Mergulho em Uma Paixão

 

*Dean Jones em Com o Dinheiro dos Outros

 

*Dean Stockwell em:

Madonna – A Inocência Perdida

O Inocente

 

*DeForrest Kelley nos filmes de Jornada nas Estrelas

 

*Denholm Elliott em One Against The Wild

 

*Donald Pleasence em:

007 – Só Se Vive Duas Vezes

Abaixo de Zero

Halloween VI

 

*Edward Herrmann em:

Nascido Ontem

Cuidado Com As Gêmeas

Doce Veneno

Um Salto Para a Felicidade

 

*Giancarlo Giannini em:

Caminhando Nas Nuvens

Contos de Nova Iorque

 

*Gene Hackman em:

Comanhia de Assassinos

Julgamento Final

Superman

A Firma

De Frente Para o Perigo

Rápida e Mortal

 

*George C. Scott em:

A Escolha

O Anjo Decadente

Companheiros

 

*George Segall em:

A Matança

Amantes em Veneza

Para Eles, Com Muito Amor

Olha Quem Está Falando

Fuga Mortal

 

*Iain Cuthbertson em Na Montanha dos Gorilas

*Ian Holm em Henrique V

*Jack Gilford em Arthur, O Milionário Arruinado

 

*Jack Nicholson em:

As Bruxas de Eastwick

Batman

A Chave do Enigma

Hoffa – Um Homem, Uma Lenda

Cão de Guerra

Questão de Honra

 

*Jack Palance em:

Acredite se Quiser (programa de curiosidades)

Cyborg

 

*Jack Thompson em Price of Justice

 

*James Cromwell em A Vingança dos Nerds III

 

*James Earl Jones em:

Caçada Ao Outubro Vermelho

Jurassic Park

Corra Que a Polícia Vem Aí 33 1/3

O Último Elefante

Os Três Fugitivos

Jogos Patrióticos

Se Brincar o Bicho Morde

Uma Escola Muito Louca

O Campo dos Sonhos

 

*John Castle em Robocop III

 

*John Considine em:

O Início do Fim

Onze Para o Inferno

 

*John Wayne em Fúria no Alaska (Redublagem)

 

*John Williams em Os Bons Companheiros

 

*Judd Hirsch em:

O Peso de Um Passado

She Said No

 

*Kevin Conway em Jennifer 8 – A Próxima Vitima

 

*Kirk Douglas em Nimitz, Volta Ao Inferno

 

*Lance Henriksen em O Alvo

 

*Len Cariou em O Homem do Sótão

 

*Mandy Patinkin em Pesadelo na Rua Carroll

 

*Mark Allen em Dangerous Pursuit

 

*Mark Rolston em The Comrades of Summer

 

*Maximilian Schell em:

O Expresso Avalanche

Miss Rose White

 

*Pat Hingle em Stranger On My Land

 

*Paul Freeman em May Wine

 

*Peter Haskell em Riding The Edge

 

*Peter Psotlethwaite em Em Nome do Pai

 

*Raymond J. Barry em Queimando-Se Lentamente

 

*Raye Birk em:

Class Act – Alunos Muito Loucos

Meu Irmão, Minha Vida

 

*Ricardo Montalban em Jornadas nas Estrelas II

 

*Richard Anderson (nos filmes reunions do Homem de Seis Milhões de Dólares e A Mulher Biônica)

 

*Richard Burton em O Exorcista II - O Herege

 

*Richard Crenna em:

O Peso da Justiça

Conexão Manhattan

Um Lugar Para Ser Amado

Terror On Track Shine

Rambo, I, II, III

 

*Richard Harris em Terra da Discórdia

 

*Richard Libertini em Assassinato Por Encomenda

 

*Robert Mitchum em:

De Olhos Vendados

Uma Carona Para o Inferno

 

*Richard Widmark em A Um Passo do Poder

 

*Steve Forrest em Os Espiões Que Entraram...

 

*Stewart Granger em O Belo Brumel (Redublagem)

 

*Tom Bell em Prime Suspect

 

*Tom Bower em Promessa de Um Milagre

 

*Vic Morrow em No Limite da Realidade

 

*Vic Polizos em:

O Grito da Criança

Os Donos da Noite

 

*William Daniels em:

Adorável Sedutora

A Morte Ronda a Pantera

 

*William Holden em Inferno na Torre

 

SÉRIES:

 

*A Ilha da Fantasia (Sr. Roarke - Ricardo Montalban)

*Cara e Coroa (Juiz Hardclastle – Brian Keith)

*Zorro (César Romero)

*Seaquest (Roy Scheider – 2° ano)

*Galáctica (Ray Miland – em participações especiais)

*Buck Rogers (Jack Palance – em participação especial)

*Barrados no Baile (personagem Ray Taylor)

*Reetrato Falado (Richard Anderson)

*Anjo Maldito (James Earl Jones)

*Pretender (Dr. Sidney)

*Magnum (Higgins – John Hillerman)

*Conexão Europa (John Hillerman)

*Tek War (William Shatner)

*As Novas Aventuras do Superman (Simon Templeman – Lorde Nor)

*Dharma e Greg (Pai de Dharma)

*Rumo Ao Sul (Tenente Harding Welsh – Beau Starr)

*Air America (John-Bennet Perry)

*Walker – Texas Rangers (Chuck Norris)

 

DESENHOS:

 

*A Vaca e o Frango (Pai)

*Shazzan (o próprio)

*Batman – Filmation (Sr. Gelo)

*Batman – novo (Coringa)

*Zorro – Filmation (Don Alejandro)

*Galaxy Rangers (Waldo)

*Flash Gordon – Filmation (Dr. Hans Zarkoff)

*Robotech (Capitão da Nave Macross na 2ª dublagem)

Agradecimentos à Carlos Amorim pelo Material.