Dubladores

Edgard Garcia


Arquivo de Som:

 
Johnnie (Cary Grant) em  Suspeita / Cutter (Cary Grant) em Gunga Din


 
Biografia:

 
Edgard Garcia foi um dublador Paulistano.
 

Gervásio Garcia Tirotti começou a carreira no rádio na década de 1940 como rádioator.

 

Rádio Bandeirantes

 

Por volta de 1947, estava na Rádio Bandeirantes.

 

Na emissora, além de rádioator, também escrevia novelas, como: Tarde Fria (1947); entre outras.

 

Como rádioator, atuou, entre outros no Teatro Eucalol, em peças, como: Sulamita (1949), e Uma Sombra na Estrela (1949).

 

Rádio Tupi - São Paulo

 

Por volta de 1952, já estava na nas Associadas, atuando na Rádio Tupi de São Paulo.

 

Edgard Garcia (1954)

 

Além de atuar como rádioator na emissora, também escrevia peças para emissora, como para o programa Encontro das Cinco e Meia (1954)

 

Rádio 9 de Julho

 

Foi para a Rádio 9 de Julho em 1956. Na emissora, entre outros, participou do programa de reinauguração que contava a vida do Papa Pio XII, escrito por ele, e dirigido por Osmano Cardoso. Também foi rádioator na emissora.

 

Rádio Bandeirantes

 

Retorna à Rádio Bandeirantes meses depois. Na emissora, atua em novelas, como: O Mundo e o Assassino (1957); entre outras.

 

Também volta a escrever novelas para a emissora, como: Sob o Signo da Fome (1957); entre outras.

 

Rede Globo

 

Na década de 1970, quando se retira de São Paulo, tenta a televisão no Rio, indo atuar na Rede Globo, fazendo em outros a direção do episódio Explosão das Comunicações (1974), na série Globo Repórter, ao lado de seu colega dos tempos de AIC, Oswaldo Calfat, que fazia a narração.

 

Dublagem

 

Na dublagem, ingressou por volta de 1959 na Ibrasom. Na empresa, foi um dos principais dubladores, tendo dublado na empresa até seu final, em 1965, quando é comprada pela AIC. Também atuou na GravaSon, antecessora da AIC.

 

Cary Grant

 

É na empresa que é escalado para dublar o ator Cary Grant, em filmes como Gunga Din, e Suspeita.

 

Jack Lemmon

 

Já na AIC, começa a ser escalado para dublar o ator Jack Lemmon, em filmes como Lábios de Fogo, O Baile Maluco, e Sortilégio de Amor. Participa também de séries como Viagem Ao Fundo do Mar.

 

Em final dos anos de 1960, começa a trabalhar mais fortemente na Odil Phono Brasil. Na empresa, atuam em diversas produções, como na série O Carro da Morte (no original Bearcats!), fazendo a voz de Rod Taylor.

 

Em meados dos anos de 1970, tem maior presença na AIC, aonde dubla, entre outros o filme A Maravilhosa Fábula de Branca de Neve e Os 7 Anões (1975), que estreou nos cinemas com dublagem.

 

Permanece na empresa até se transformar em BKS. Na empresa, atua em filmes, como Rompendo Correntes, e Golpe de Mestre. Também atua em episódios da série Esquadrão Classe A. Esteve no estúdio até meados dos anos de 1980.

 

Edgard também foi diretor de dublagem na Ibrasom, além de narrar na mesma. Suspeito que Edgard tenha sido diretor de dublagem em outros estúdios em que participou. Isso explicaria o número pequeno de produções em que dubla, e também seu sumiço do meio artístico. Mas isso é apenas uma hipótese.

 

Edgard Garcia já é falecido.

 
Trabalhos:

 

Filmes

 

- Jack Lemmon em Lábios de Fogo, O Baile Maluco e Sortilégio de Amor

- Cary Grant em Gunga Din e Suspeita

- Johnny Carter (Ray Milland) em O Vale da Ambição

- Agente Especial Polk, do FBI (Dana Elcar) em Golpe de Mestre

- Prefeito Alfred Schuyler (Fred Carney) em Rompendo Correntes

- Vice-Presidente Price (James Karen) em Capricórnio Um

 

Séries
 

- Josip (David Sheiner) no episódio O Exílio, e Dr. Baines / Médico do Seaview (Wright King) no episódio O Naufrágio do Saview na 1ª temporada de Viagem Ao Fundo do Mar

- Hank Brackett (Rod Taylor) em O Carro da Morte

 

Fontes: Universo AIC, Dublanet, História da Dublagem, Augusto Bisson, Jornal de Notícias, Ana Cláudia de Freitas Resende, Alissonch, Zosblinha, The Red List, O Cruzeiro, Diário de Notícias, Revista do Rádio.