Dubladores

Mara Di Carlo


Arquivo de Som:

 
Diana Prince / Mulher Maravilha (Lynda Carter) (primeira voz) em Mulher Maravilha

 
Biografia:

 
Mara Di Carlo foi uma dubladora Carioca.
 
Teresinha Amélia Pezzodipane, nasceu em Sorocaba, São Paulo no dia 5 de Dezembro de 1935.

 

TV Record

 

Começou a carreira por volta de 1954 na Rede Record, em São Paulo, no programa É Proibido Falar. Na emissora se tornou cantora de jingles.

 

Desde o inicio da carreira adotou o nome de Mara Di Carlo.

 

TV Rio

 

Por volta de 1956, vai para o Rio de Janeiro trabalhar como garota propaganda na TV Rio, na qual fazia anúncios no canal. Também faz pequenas participações em teledramas da casa, mas é na comédia que se destaca.

 

Sempre bem humorada, Mara atuava muito em comédias no canal ao lado de Chico Anysio, Urbano Lóes, Mário Senna, Renato Consorte, Ema D'Ávila, Wilton Franco, e muitos outros. Entre os programas humorísticos em que participou, estão TV Riso-Riso (1959), A Escolinha de Dona Yayá (1960), Só Tem Tam-Tam (1960), entre outros.

 

TV Bandeirantes

 

Em novelas fez em 1968 na TV Bandeirantes a novela Nunca é Tarde Demais, ao lado dos também dubladores Líria Marçal, José Miziara e Aldo César.

 

Teatro

 

Também fez teatro. Participou da peça de Nelson Rodrigues, Perdoa-Me Por Me Traíres (1958), no Teatro Carlos Gomes.

 

Em 1959 teve uma rápida passagem pelo Teatro de Bolso, aonde atuou na peça: Amanhã Se Não Chover (1959), de Henrique Pongetti, , com direção de Aurimar Rocha, substituindo Iolanda Cardoso, e atuando ao lado de Diana Morel.

 

Em 1960 estreou na peça infantil Pinóquio (1960), ao lado de Regina Amorim, Itá Lima, Joel Vidal, Aurimar Rocha, Marli Rocha e Duran Rei.

 

No mesmo ano também fez a peça Matemática 0, Amor 10 (1960), ao lado de Jayme Costa, Heloísa Helena, Agildo Ribeiro e Odilon Azevedo. Em 1976, fez a peça O Donzelo, de Costinha, ao lado de Emanoel Rodrigues, Costinha e Iara Silva.

 

Cinema

 

No Cinema começou no filme Carnaval Em Lá Maior (1955), depois fez Eva no Brasil (1956), A Família Boaventura(1956), Sherlock de Araque (1957), Matemática Zero (1958), Amor Dez (1958), O Camelô da Rua Larga (1958), Um Caso de Polícia e Eu Sou o Tal em (1959), A Viúva Valentina (1960), Cala a Boca, Etelvina (1960), e A Desforra (1967).
 

Dublagem


Na dublagem começou em 1958, na ZIV, que funcionava dentro dos estúdios da TV Rio aonde trabalhava. Disse em entrevista ao Jornal do Brasil em 1978, que foi a primeira voz feminina da dublagem brasileira.
 
A convite de sua colega de emissora, Carla Civelli, foi chamada nos anos de 1960 para trabalhar na CineCastro. Permaneceu no estúdio até seu final, no tempo que já se chamava Televox. Trabalhou em outros estúdios também, como Telecine e Herbert Richers.
 
Entre seus trabalhos estão a a inocente Melody em Josie e As Gatinhas, Dedé em Clue Club, Heckett em A Princesa e o Cavaleiro (CineCastro e Televox), e nos filmes fez Terry Gionoffrio interpretada por Angela Dorian em O Bebê de Rosamary, Senhora Gruen interpretada por Georgann Johnson em Encontro Às Escuras, entre outros.
 
Uma curiosidade é que Mara ficou muito conhecida pela dublagem característica que fez na personagem Melody em Josie e As Gatinhas, e por essa razão sempre era chamada para dublá-la em outras versões do desenho. Apesar de não ter dublado a Melody nas outras aparição da turma, em Josie e As Gatinhas no Espaço fez a Alexandra, e na aparição de Josie e As Gatinhas em Os Novos Filmes de Scooby-Doo fez a Valéria. Era convidada para a série, porém os diretores não sabiam qual o personagem que fizera inicialmente. Um cuidado que não se tinha com elencos de séries animadas.
 
Mara não foi uma dubladora tão constante assim, apesar de ter sido dubladora por quase 30 anos. O porque disso era a carreira extensa que a atriz tinha em filmes, no teatro, e em produções de TV, tanto em São Paulo quanto no Rio, o que evidentemente preenchia muito seu tempo.
 
Mara veio a falecer em 1996, em Sorocaba, São Paulo, deixando um legado de belos trabalhos, tanto para o cinema, televisão, teatro, quanto para a dublagem.

 
Trabalhos:

 

Desenhos

 

- Melody em Josie e As Gatinhas
- Alexandra em Josie e As Gatinhas no Espaço
- Dedé em Clue Club
- Sandra em Cachorro Quente
- Valéria em Josie e As Gatinhas em Os Novos Filmes de Scooby-Doo
- Mãe do Denis (primeira voz) em Denis o Pimentinha
- Heckett (segunda voz) em A Princesa e o Cavaleiro (CineCastro e Televox)

 

Filmes

 

- Terry Gionoffrio (Angela Dorian) em O Bebê de Rosamary
- Sra. Gruen (Georgann Johnson) em Encontro Às Escuras
- Virginia (Marcia Reider) em Footloose - Ritmo Louco
- Caroline Lake Quiner Ingalls (Karen Grassle) em Os Pioneiros
- Sra. Sherman (Colleen Dewhurst) em O Garoto Que Podia Voar
- Terry, a Dançarina (Claire Bloom) em Luzes da Ribalta

- Patricia Pemberton "Pat" (Katharine Hepburn) em A Mulher Absoluta

 

Séries
 

- Diana Prince / Mulher Maravilha (Lynda Carter) (primeira voz) em Mulher Maravilha

 

Fontes: Dramaturgia Brasileira - In Memoriam, Silvio Navas, Acervo Pessoal, Revista do Rádio, Dublanet, Jornal do Brasil, Wiki.br, Correio da Manhã.