Matérias

Versão Brasileira Herbert Richers

Enviado em 10/04/2010

"Versão Brasileira Herbert Richers...".Quem nunca ouviu essa célebre frase. Foram 60 anos de estúdio, sendo 50 deles dedicados a dublagem.

 

 

Herbert Richers

 

o empresário e cineasta Herbert Richers nasceu no dia 11 de Março de 1923 em Araraquara, São Paulo. Ainda jovem começou a se interessar pela área de cinema. Aos 19 anos mudou-se para o Rio e começou a produzir filmes, até que em 1950 fundou a Herbert Richers S/a, que viria a produzir dezenas de filmes nacionais, entre eles na sua maioria filmes do gênero comédia, como O Viúvo Alegre (1960), Marido de Mulher Boa (1960), Bom Mesmo é Carnaval (1962), Sherlock de Araque (1957), Espírito de Porco (1957), Pistoleiro Bossa Nova (1959), entre muitos outros, e com a participação de artistas de peso como Ankito, Zé Trindade, Ronald Golias, Grande Otelo, Jaime Costa, Costinha, Otelo Zeloni, Renato Aragão, Zezé Macedo, Norma Blum, Older Cazarré, Alberto Pérez, Carequinha, e muitos outros.

 

Herbert era amigo pessoal de Walt Disney, que vinha ao Brasil muitas vezes na década de 1950. Em um desses encontros Walt Disney propôs a Herbert que usasse seu estúdio (que alem de perito em produções de filmes também entendia muito de sonoplastia, um serviço que era necessário à parte na época para os filmes) para dublar seus longas-metragens e desenhos, e Herbert aceitou a idéia. Com isso inicia o trabalho de dublagem daquele que se tornaria o maior estúdio de dublagem do país.

 

 

Herbert Richers

 

Seus trabalhos começaram em 1958, usando os estúdios da CineLab. Por volta de 1960 comprou estúdios próprios no Edifício Astória, na rua Senador Dantas na Cinelândia.

 

Em 28 de Junho de 1963, o Edifício Astória pegou fogo, queimando também os estúdios da empresa. Logo em seguida comprou os estúdios da Brasil Vita Films, fundado pela falecida atriz e produtora Carmen Santos, conhecido como Barracão, aonde trabalharam em um estúdio improvisado com lona. Esses estúdios eram usados pela empresa há alguns anos. Meses mais tarde, inaugurou os estúdios fixos na Tijuca, que se tornaram os clássicos estúdios da empresa.

 

Suas primeiras produções estrangeiras começaram a chegar principalmente trazidas por Tv's do Rio de Janeiro, como por exemplo a Tv Rio. Naquela época tanto as Tv's quanto os estúdios especialistas em dublagem se localizavam em São Paulo, então pouco trabalho ainda chegava para a Herbert Richers. Por outro lado havia estúdio sólidos de dublagem no Rio como a Tv Cinesom, CineCastro e Dublasom Guanabara.

 

A história de fato da Herbert na dublagem começa em final da década de 1960, com a chegada da toda-poderosa Rede Globo de Televisão, que alem da extensão enorme de estúdios e recursos, também começou a fincar seu monopólio (até então apenas carioca) em solo paulista, comprando a cede da extinta Tv Paulista que havera de fechar suas portas. Ao mesmo tempo, a Tv Excelsior não andava muito bem, e estava caminhando para a falência, alem da já citada Tv Paulista que havia fechado suas portas a pouco tempo. Junto com isso o maior estúdio de dublagem do país, até então, a Aic (Arte Industrial Cinematográfica) em São Paulo, estava atrasando o salário de seus funcionários até chegar a pontos extremos, como a empresa cair na mão dos próprios trabalhadores. Com essa crise muito profissionais da dublagem de São Paulo como Wolner Camargo, Emerson Camargo, Henrique Ogalla, Ionei Silva, Gessy Fonseca, Ary de Toledo e outros migraram para o Rio de Janeiro, mais precisamente para a Tv Cinesom (até então a empresa de dublagem mais importante do Rio), e com essa crise na Aic, as empresas de televisão da época como Record e Tupi começaram a migrar aos poucos para os estúdios de dublagem do Rio de Janeiro, dividindo seus trabalhos entre CineCastro, Riosom, Tv Cinesom, Dublasom Guanabara, e é claro Herbert Richers, e a Globo que com tão pouco tempo de existência já era umas das maiores redes de televisão do país, e pedia quase que única e exclusivamente que seus produtos fossem dublados na Herbert Richers, fez com que a empresa começasse a crescer. E assim começa a história da Herbert Richers na dublagem.

 

 

Primeira sede da Rede Globo no Rio de Janeiro, localizada na Rua Von Martius, N° 22 no bairro Jardim Botânico

 

Com o passar dos meses e anos, a Herbert Richers começava a crescer mais e mais nos trabalhos de dublagem, fazendo a Riosom, Tv Cinesom e Dublasom Guanabara fecharem suas portas, fazendo da CineCastro sua única concorrente (que viria a fechar as portas em 1974). Outras empresas se consolidaram no Rio e em São Paulo, mais nenhum conseguia chegar ao glamour da Herbert Richers.

 

Nos anos de 1970 a Rede Globo começou a usar os estúdios da Herbert Richers para gravar suas novelas, o que fazia a empresa crescer ainda mais. Ao mesmo tempo também começou a produzir nos estúdios alguns de seus filmes, como por exemplo Bonga, o Vagabundo (1971), Ana, a Liberdade (1975), entre outros.

 

 

Bonga, o Vagabundo (1975)

 

Nos anos de 1970, no qual a empresa se consolidou, viera filmes, séries e desenhos marcantes que deixaram um marco na história do país, com a célebre frase "Versão Brasileira Herbert Richers". Desde o início da dublagem na Richers, Ricardo Marianno (narrador oficial da empresa) usava seu timbre forte e marcante para narrar suas produções, dando a marca definitiva a empresa.

 

 

Slogan do extinto site da Herbert

 

Por volta de 1974, a empresa publicou no jornal um artigo aonde precisava de profissionais de qualquer área, mas que tivessem boa interpretação e boa voz para virem fazer um curso de dublagem na empresa. Esse curso era ministrado pelo dublador Waldir Fiori. O curso durou pouco, mas ele fez com que outros cursos dessem início na empresa.

 

Do início da década de 1970 em diante, muitas produções vieram e viriam para marcar o nosso país, comecemos pelos desenhos. Nos anos de 1970 e 1980, chegavam muitas das produções de Hanna Barbera para a Herbert, como os últimos episódios de Zé Colméia, A Formiga Atômica, O Xodó da Vovó, Zé Buscapé, O Esquilo Sem Grilo, Lula Lelé, A Feiticeira Faceira, Homem Pássaro & Galaxy Trio, Tutubarão, Charlie Chan, Os Muzzarellas, Laboratório Submarino, Papai Sabe Nada, A Turma do Zé Colméia, Grande Polegar, Detetive Particular, Scooby-Doo (a partir de meados de 1970), Os Novos Filmes de Scooby-Doo, Super Amigos, Os Super Gobletrotters, Devlin, o Motoqueiro, e muitas outras produções da empresa.

 

 

  Scooby-Doo                         Tutubarão                           Super Amigos

 

Também nos anos de 1980 fomos muito marcados por desenhos como He-Man, She-Ra, Thundercats, Riquinho, Duck Tales, Batman - Gotham Nights, Popeye (a partir de meados de 1970), Looney Tunes (a partir de meados de 1970), Os Smurfs, A Caverna do Dragão, Denis o Pimentinha, Patrulha Estelar, Centurions, Silverhawks, O Pirata do Espaço, A Nossa Turma, e muitos outros.

 

 

      He-Man                         Thundercats                             Ducktales

 

Nos anos de 1990 também tivemos muitos desenhos marcantes, como As Aventuras de Tin Tin, Taz Mania, Dois Cachorros Bobos, Animaniacs, X-Men, O Rei do Pedaço, O Máskara, Capitão Planeta, Freakazoid, Carmen Sandiego, Muppet Babies, Super Mario Bros, Tartarugas Ninja, Tiny Toons, entre muitos outros.

 

 

Muppet Babies               Capitão Planeta                O Máscara

 

Muitos animes também foram dublados na Herbert Richers nos anos de 1990, como Shinzo, Digimon, Digimon Tamers, Super Pig, Tenchi Muyo, Digimon 2, entre outros.

 

 

Tenchi Muyo                             Shinzo                                          Digimon

 

Em séries a Herbert eternizou as maiores séries exibidas na televisão brasileira., Nos anos de 1970 tivemos Os Pássaros Feridos, As Panteras, A Gata e o Rato, Mulher Maravilha, Kojak, Mary Tyler Moore, Os Detetives, O Homem de Seis Milhões de Dolares, Dallas, O Incrível Hulk, entre outras.

 

Pássaros Feridos    As Panteras            Kojak             Mary Tyler     Mulher Maravilha

 

Nos anos de 1980 viera à eternizar séries que se tornariam reprises constantes ao longo dos anos e décadas, como Macgyver, Texas Ranger, Super Maquina, The Flash, M.a.s.k., Magnum, Alf - O Eteimoso, Galáctica - Astronave de Combate, Miami Vice, entre outras.

 

Super Maquina          Alf                 Magnum            Macgyver           Texas Ranger

 

Nos anos de 1990 a Richers dublou as séries de maior sucesso na Tv, ainda sendo detentora desse titulo, como Família Soprano, Barrados no Baile, Lei e Ordem, Família Dinossauros, S.o.s. Malibu, Plantão Médico, Kenan e Kel, Oz - A Vida é Uma Prisão, Alem da Imaginação, todas as séries de Power Rangers, Angel, Xena, a Princesa Guerreira, Hercules, Buff a Caça Vampiros, Lois e Clark - As Novas Aventuras do Superman, Três é Demais, Friends, Um Maluco no Pedaço, e muitas outras.

 

 

A Família  Soprano Hércules  A Família Dinossauro  Um Maluco no Pedaço   Friends

 

Em filmes, não precisamos nem citar que a Herbert dublou praticamente 80% de tudo o que vinha para o Brasil nas décadas de 1970 e 1980, então para citar alguns dos milhares de filmes que a empresa dublou, começamos pelos grandes clássicos dos anos de 1970 e 1980, como Loucademia de Policia 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 e 8, A Lagoa Azul, Duro de Matar 1 e 2, Gremlins, Olha Quem Está Falando, O Grande Dragão Branco, Karate Kid 1, 2 e 3, Star Wars 4, 5 e 6, Os Fantasmas Se Divertem, Os Embalos de Sábado a Noite, Máquina Mortífera 1, 2 e 3, O Poderoso Chefão 1, 2 e 3, Dailight, Laços de Ternura, Os Aventureiros do Bairro Proibido, Os Goonies, Stallone Cobra, ...E O Vento Levou, Sexta-Feira 13, Um Tira da Pesada, Rambo 1, 2, 3 e 4, Rocky 2, 3, 4 e 5, Dirty Dancing - Ritmo Quente, Batman – O Filme, A História Sem Fim, Duro de Matar 1, 2, Grease - Nos Tempos da Brilhantina, Highlander: O Guerreiro Imortal, O Planeta dos Macacos, Três Solterões e a Pequena Dama, Cegos, Surdos e Loucos, Uma Linda Mulher, entre muitos outros.

 

 

           Gremlins     Sexta-Feira 13 Os Emb. de Sabado  Star Wars  Plan. dos Macacos

 

 

    A Hist. Sem Fim  Loucademia      Lagoa Azul         Rambo      Um Tira da Pesada

 

É bom lembrar também que na Herbert foram escolhidas as vozes mais marcantes de atores e atrizes, como Newton da Matta em Bruce Willis e Dustin Hofman, Ricardo Schnetzer em Al Pacino, Patrick Swayze, Tom Cruise e Nicolas Cage, Vera Miranda em Julia Roberts, André Filho em Sylvester Stallone, Christopher Reeve e Steve Martin, Hélio Ribeiro em Robert De Niro, James Belushi e posteriormente em Steve Martin, Márcio Simões em Danny Glover, Will Smith, Samuel L. Jackson e Lawrence Fishburn, Darcy Pedrosa em Jack Nicholson e Chuck Norris, Miriam Ficher em Mag Ryan, Nikole Kidman e Jodie Foster, Mauro Ramos em Forest Whitaker, Luiz Feier Motta em Stevie Seagal e posteriormente em Sylvertre Stallone, Garcia Junior em Arnold Schwarzenegger e Robin Williams, Selma Lopes em Whoppi Goldberg, Mário Jorge de Andrade em Eddie Murphy e John Travolta, Sheila Dorfman em Sandra Bullock, Mônica Rossi em Demi Moore e Sharon Stone, Mário Monjardim em Gene Wilder, José Santanna em Delroy Lindo e Hulk Hogan, Garcia Neto em Charles Bronson, Márcio Seixas como Clint Eastwood, Paulo Flores como Michael Clarke Duncan, entre muitos outros.

 

       

     André Filho como Sylvester Stallone   Newton da Matta como Bruce Willis

 

        

Mário Monjardim como Gene Wilder       José Santanna como Richard Pryor

 

              

Garcia Junior como Arnold Schwarzenegger   Garcia Neto como Charles Bronson

 

     

Selma Lopes como Whoppi Goldberg   Mário Jorge de Andrade como Eddie Murphy

 

      

   Darcy Pedrosa como Jack Nicholson     Luiz Feier Motta como Steven Seagal

 

        

Márcio Simões como Danny Glover         Júlio Chaves como Mel Gibson

 

       

Hélio Ribeiro como Robert De Niro     Ricardo Schnetzer como Nicolas Cage

 

    

Mônica Rossi como Demi Moore        Vera Miranda como Julia Roberts

 

   

Márcio Seixas como Clint Eastwood      Miriam Ficher como Meg Ryan

 

      

Sheila Dorfman como Sandra Bullock   Paulo Flores como Michael Clarke Duncan

 

Nos anos de 1990 tivemos A Lista de Schindler, Brinquedo Assassino, O Mentiroso, Mib - Homens de Preto, Querida Estiquei o Bebê, Jurassic Park, O Fugitivo, Mortal Kombat - O Filme, Titanic, Eu, Eu Mesmo e Irene, Um Dia de Fúria, A Múmia, A Hora do Rush 1 e 2, O Advogado do Diabo, Free Willy 1 e 2, Beethoven - O Magnífico, Robocop 2 e 3, X-Men - O Filme, Marte Ataca, Reação em Cadeia, O Pai da Noiva, entre outros.

 

 

Brinq. Assassino     Jurassic Park          Titanic                Mib             A Hora do Rush

 

A Herbert também lançou no mercado, os maiores nomes da dublagem de todos os tempos. Podemos citar Márcio Seixas, Márcio Simões, Sheila Dorfman, Sylvia Salustti, Sílvia Goiabeira, Mauro Ramos, Júlio Chaves, Vera Miranda, Eduardo Dascar, Ricardo Schnetzer, Marisa Leal, Nizo Neto, José Santanna, José Santa Cruz, Mabel Cezar, Reginaldo Primo, Charles Emmanuel, Miriam Ficher, Clécio Souto, José Luiz Barbeito, José Leonardo, Guilene Conte, Peterson Adriano, Rodrigo Antas, Priscila Amorim, Andrea Murucci e muitos e muitos outros profissionais.

 

       Andrea Murucci   Clécio Souto   Priscila Amorim  Peterson Adriano

 

 

 Marisa Leal      Sylvia Salustti    Sheila Dorfman    Mauro Ramos

 

Em novelas a Herbert começou em final dos anos de 1980, eternizando também muitas das vozes que acostumamos a ouvir, como Guilene Conte em Thalia, Ricardo Schnetzer em Fernando Colunga, Nelly Amaral em Laura Zapata, Sônia Ferreira em Ninón Sevilla, Sílvia Goiabeira em Yadhira Carrillo e Paty Díaz, Andrea Murucci em Jacqueline Bracamontes, Roberto Macedo em Cesar Evora, Alfredo Martins em Arturo Peniche, Marlene Costa em Gabriela Rivero, Sônia de Moraes em Beatriz Moreno, Ayrton Cardoso em René Muñoz e Raul Padilla, Jomeri Pozzoli em Tito Guizar, Adriana Torres em Ludwika Paleta, Aline Ghezzi em Angélica Vale, Juraciara Diácovo em Laura Flores, Clécio Souto em Alejandro Ruiz, Selma Lopes em Libertad Lamarque, Reginaldo Primo em Jaime Camil, Élida L'astorina em Nora Salinas, Élcio Romar em Enrique Lizalde, Júlio Chaves em Manuel Saval e Eric Del Castillo, Nadia Carvalho em Carmen Salinas, Peterson Adriano em Guy Ecker, Marisa Leal em Itatí Cantoral, Sheila Dorfman em Gabriela Spanic, Márcia Morelli em Victória Ruffo, Fernanda Crispim em Aracely Arámbula, entre outros.

 

                 

Ricardo Schnetzer como Fernando Colunga   Sheila Dorfman como Gabriela Spanic

  

    

   Guilene Conte como Thalia              Marisa Leal como Itatí Cantoral

 

      

Adriana Torres como Ludwika Paleta     Marlene Costa como Gabriela Rivero

 

   

Nádia Carvalho como Carmen Salinas    Nelly Amaral como Laura Zapata

 

  

Élcio Romar como Enrique Lizalde      Roberto Macedo como Cezar Evora

 

     

Sônia Ferreira como Ninón Sevilla           Silvia Goiabeira como Paty Díaz

 

  

Aline Ghezzi como Angélica Vale   Júlio Chaves como Eric Del Castillo

 

   

Élida L'Astorina como Nora Salinas     Clécio Souto como Alejandro Ruiz

 

     

Alfredo Martins como Arturo Peniche   Juraciara Diácovo como Laura Flores

 

     

 Reginaldo Primo como Jaime Camil    Andrea Murucci como Jacqueline Bracamontes

 

Entre as novelas mais marcantes dos anos de 1990, temos Café Com Aroma de Mulher, A Usurpadora, Maria do Bairro, Maria Mercedes, Amor Real, Esmeralda, Carrossel, Carrossel das Américas, Luz Clarita, Cúmplices de Um Resgate , Gotinha de Amor, Carinha de Anjo, A Alma Não Tem Cor, Abraça-Me Muito Forte, Preciosa, Maria Isabel, Rosa Selvagem, Rosalinda, Amigas e Rivais, Amigos Para Sempre, O Diário de Daniela, Menina Amada Minha, entre muitas outras.

 

 

Maria do Bairro   A Usurpadora Café Com Aroma... Cúmplices de...     Carrossel        

  

Nessas 3 décadas de 1970, 1980 e 1990, a Richers foi um exemplo para o Brasil em profissionalismo e compromisso com o público, e o seu império ia de bom a melhor.

 

Herbert Richers, situada na rua Conde de Bonfim, N° 1331 no Bairro da Tijuca

 

A Herbert também teve grandes diretores de dublagem em sua história, podemos citar Luís Manuel, Ribeiro Santos, Pádua Moreira, Marlene Costa, Carlos Seidl, Carlos Roberto, Ângela Bonatti, Peterson Adriano, Ednaldo Lucena, Eduardo Ribeiro, Élcio Romar, Mário Cardoso, Eduardo Borgerth, Ricardo Schnetzer, Adriana Torres, Ana Lúcia Menezes, Miriam Ficher, Carmen Sheila, José Santanna, Gabriela Bicalho, Ilka Pinheiro, Mário Monjardim, Mário Jorge Andrade, entre outros.

 

No ano de 1995 a Rede Globo abandona os estúdio da Herbert Richers para inaugurar o Projac (Projeto Jacarepaguá), aonde a partir dali começaram a ser gravadas suas novelas. Para a Herbert foi uma grande caída, pois os trabalhos em seus estúdios pela Tv Globo eram intensos. Mas a empresa estava tão consolidada na dublagem que ainda continuava forte, havia feito no começo dos anos de 1990 um contrato com o Sbt aonde suas produções seriam dubladas lá (depois das tentativas frustradas de Silvio Santos ter estúdios de dublagem em sua Televisão para dublar suas produções).

 

Projac - Rede Globo

 

A Herbert continuou firme e forte, e nos anos 2000 ainda dublou muitas produções, como Csi: Miami, Monk - Um Detetive Diferente, Arnold, Milk - A Voz da Igualdade, Mirmo Zibang, O Novo Show do Pica Pau, A Madrasta, A Feia Mais Bela, Rubi, Mariana da Noite, Lalola, e o sucesso extraordinário de Rebelde. Mas algumas coisas naquela década estavam ocorrendo que não estavam deixando a Herbert Richers feliz e seus rendimentos de trabalhos estavam caindo, isso em decorrência a 2 empresas em especial que estavam conquistando a cada dia mais o mercada, que eram a Delart e a Wan Macher, que eram duas empresas que a Globo e o Sbt estavam mandando muitas de suas séries e filmes, e isso não era nada bom para a Richers, que já havia perdido mercado também para os desenhos com o já estúdio dos anos de 1990, Cinevídeo, que estava sendo detentor da maioria dos desenhos que vinham para o Brasil através principalmente do Cartoon Network.

 

 

      Milk                 Monk           Mirmo Zibang         Rebelde        O Novo Pica Pau

 

Com tudo isso a Richers continuou em frente, até que mais uma fatalidade acontece, Silvio Santos termina o contrato com a Televisa no ano de 2007, fazendo com que o pouco trabalho que o Sbt mandava para a Richers (as novelas) também parassem, o que foi um grande prejuízo para empresa que dublavam pelo menos 3 novelas ao ano (novelas de 80 á 100 capítulos, ou seja, trabalho paro o ano todo). Nessa época a empresa já estava descendo ao nível do amadorismo, contratando e escalando profissionais pouco experientes para papeis principais, como por exemplo na série Arnold, aonde poucos são dubladores profissionais. Como se não bastasse, o dono da empresa, seu Herbert Richers, que já estava na casa dos 80, estava passando por problemas renais e estava cada vez menos presente na empresa, até que no ano de 2008 ele se afastou por decorrência da saúde ter agravado, e veio lamentavelmente a falecer no dia 20 de Novembro de 2009, pelos mesmo problemas de saúde.

 

 

Herbert Richers ao lado de uma de suas antigas câmeras cinematográficas

 

A empresa não durou muitos meses após isso, gravou ainda algumas dublagens e filmes em seus estúdios, como o filme Chico Xavier, mas em começo de 2010 fechou as portas, decretando falência total da empresa, deixando 60 anos de tradição no país e uma história marcante na vida de todos os brasileiros e todos os profissionais da dublagem do Rio de Janeiro.

 

Fontes: Imdb, Revista do Rádio, Herbert Richers .com.br, Wikipédia.