Dubladores

Terezinha Moreira


Arquivo de Som:

 
Lady Cluck em Robin Hood (Disney)


 
Biografia:

 
Terezinha Moreira foi uma dubladora Carioca.
 
Teresinha Moreira Ribeiro (também conhecida como Terezinha, e Therezinha) nasceu em 2 de Maio de 1931, na cidade do Rio de Janeiro.

 

Rádio Tupi

 

Terezinha Moreira (1950)

 

Terezinha pensava em cursar o magistério, porém ainda adolescente entrou para um concurso de rádio na Rádio Tupi, organizado por Restier Junior. O concurso escolhia quem ficaria no lugar da recém saída Norka Smith, e Terezinha foi a escolhida. Isso se deu no ano de 1946.

 

já trabalhava no humorismo em 1949 na emissora ao lado de Orlando Drummond, Luiza Nazareth, e Germano

O Teatro das Quatro (1949),

 

Entre as primeiras coisas que fez na emissora, estão as novelas, como: O Noivado de Paulo (1948), novela de 5 minutos de duração, Os Que Não Podem Amar (1949), O Verdadeiro Amor (1951), Solidão (1952), Os Três Segredos de Maria Clara (1952), Sua Vida Me Pertence (1952), O Preço de Uma Vida (1953), entre outras.

 

Terezinha Moreira (1956)

 

Em atuações diversas, participava do Rádio Sequência G-3, aonde atuou no quadro: Compositor Caixa de Fósforo (1949), ao lado de Matinhos.

 

Já em programas variados, atuou em Sua História Numa Canção (1949).

 

Nessa época, já começava a se destacar em programas humorísticos, tendo feito parte de programas, como: Levertimentos (1951), ao lado de Zé Trindade, Matinhos, Nancy Wanderley, Jaime Filho, e outros, Semana no Rádio (1951), ao lado de Orlando Drummond, Otário França, Castro Gonzaga, e outros, Um Dia na Feira (1952), ao lado de Orlando Drummond, Duarte de Morais e outros; entre outros.

 

Rádio Mundial

 

Em 1955, se retira da Rádio Tupi, e vai para a Rádio Mundial, aonde atua, em outras nas novelas: Alma de Mulher (1955), A Mentira (1955), e Se Esta Rua Fosse Minha (1955).

 

Rádio Mayrink Veiga

 

Ainda em 1955, no dia 1 de Março vai para a Rádio Mayrink Veiga, entrando na mesma ocasião que Neyda Rodrigues.

 

Terezinha Moreira (1957)

 

Na emissora, primeiramente começou a atuar em rádionovelas, como: Legião dos Esquecidos (1955), O Homem da Casa Vermelha (1956), Entre o Céu e a Terra (1956), de Ênio Santos, O Testamento (1957), O Homem Sem Passado (1957), A Quarta Guerra Mundial (1957), Meu Pai (1957), entre outras.

 

Apesar de suas participações em novelas, são novamente nos programas humorísticos que Terezinha se destaca. E está na emissora certa, já que a Mayrink foi a rádio mais conhecida do rádio brasileiro no quesito humor.

 

Zé Trindade, Terezinha Moreira e Matinhos em Regra de Três (1962)

 

Atuou nos programas: Vai da Valsa (1956-60), ao lado de Chico Anyzio, Zé Trindade, Estelita Bell, e outros, Levertimentos (1956), agora migrado para a Mayrink, ao lado de Chico Anyzio e outros, Vai Levando... (1956-57), de Chico Anyzio, ao lado de Paulo Gonçalves, Ema D'Ávila, Estelita Bell, e outros, Time de Comédias (1957), de Chico Anysio, De Conversa em Conversa (1957), de Chico Anysio, Time de Comédias Piraquê (1957), ao lado de Ema D'Ávila, Zé Trindade, Geraldo Alves, entre outros, Gente Que a Gente Encontra (1960), ao lado de Altivo Diniz, e Abel Pêra, e Regra de Três (1962), ao lado de Zé Trindade, e Matinhos.

 

Terezinha Moreira, Selma Lopes e filhas no Natal da Mayrink Veiga (1959)

 

Em programas variados, participou dos programas: Programa Luiz Vassalo, no quadro Buraco da Fechadura (1955), de Chico Anyzio; e do programa: Falando à Mulher (1957).

 

Fica na emissora até 1965, quando a mesma encerra suas atividades.

 

Terezinha foi considerada uma grande comediante do Rádio, ao lado de Chico Anísio, Zé Trindade, Grande Otelo, Matinhos, Ema D'Ávila, e tantos outros. Trabalhou com eles tanto na Mayrink Veiga, como na TV Rio, e com alguns deles na TV Globo.

 

TV Rio

 

Terezinha Moreira (1956)

 

Em 1956 é convidada a trabalhar na versão radiofônica de Lá Vem Dona Isaura, chamada: Dona Isaura é de Matar (1956), de Haroldo Barbosa, ao lado de Antônio Carlos, e dos já companheiros de Mayrink, Matinhos, Zé Trindade, Ema D'Avila e Macedo Neto.

 

TV Tupi

 

Terezinha Moreira e Antônio Carlos (1959)

 

Em 1958, o programa é transferido para a TV Tupi, mudando o nome para Aí Vem Dona Isaura (1958), e mantendo-se do elenco original apenas Terezinha e Antônio Carlos. Ao seu lado, atuaram também Darci de Souza, Paulo Gonçalves e Jayme Filho. O programa também é escrito por Haroldo Barbosa.

 

Na emissora também atuou no programa Tele-Teatro, em peças como: O Fugitivo (1962), ao lado de Paulo Gonçalves, Suely Franco, e Maurício Sherman.

 

TV Globo

 

Faça Humor Não Faça Guerra (1970)

 

Na TV Globo ingressou por volta de 1970, sendo convidada para participar do programa humorístico: Faça Humor, Não Faça Guerra (1950), estrelado por Jô Soares, Renata Fronzi, Geraldo Alves, Renato Corte Real, e outros. Também atuou no humorístico: Uau (1970), ao lado de Consuelo Leandro, Agildo Ribeiro, Grande Otelo, Lúcio Mauro, Geraldo Alves, Rony Cocegas, Brandão Filho, e grande elenco.

 

O Cafona (1971)

 

Em novelas, atuou em: O Cafona (1971), como Deolina.

 

Terezinha Moreira (1980)

 

Atuou também em episódios do programa Caso Especial, como: Meu Primeiro Baile (1972), sendo o primeiro programa inteiramente em cores gravado na TV brasileira, Chega Mais (1980), entre outros.

 

Em 1980 é demitida da emissora, ao lado do marido Paulo Gonçalves, e da colega Aracy Cardoso. Na época seu caso foi matéria no jornal O Fluminense.

 

Teatro

 

Em 1960, entra para a Companhia Os Associados, organizada por rádioatores da Tupi, em cabeçada por Ribeiro Fortes. Com a companhia, atuou na peça: Nó de 4 Pernas (1960-62), atuando nas várias montagens da peça.

 

Entre os atores e atrizes que atuaram ao seu lado nessas montagens, estão Elza Martins, Leda Maria, Luís Motta, Waldir Maia, Ribeiro Fortes, Paulo Gonçalves, Valdir Maia, Leda Maria, Ida Gomes, Norka Smith, Lauro Fabiano, Alberto Herrera, Orlando Tavares, e Édio Guerra. A direção ficou a cargo de Cláudio Correa e Castro.

 

Prêmios

 

Em 1961, ganhou o prêmio de melhor rádio-triz cômica, pelo concurso realizado anualmente pela Revista do Rádio.

 

Vida Pessoal

 

Terezinha e sua filha Lídia

 

Em 29 de Julho de 1950, casa-se com o diretor da fábrica de Discos Columbia, Alfredo. Pouco tempo depois nasce sua filha, Lídia Teresinha.

 

Por volta da década de 1960/70, casa-se com o também rádioator e dublador, Paulo Gonçalves.

 

Dublagem

 

Na dublagem entrou por volta de 1965/66 na Herbert Richers. Posteriormente também foi para a CineCastro e Tecnisom. Na Tecnisom participou, entre outras de algumas dublagens para Disney.


Nos anos de 1980, permaneceu apenas na Herbert Richers.

 

Olívia Palito

 

Terezinha era chamada principalmente para participar em desenhos, para fazer vozerios e personagens característicos, mas sua maior marca foi dublar a personagem Olívia Palito no desenho Popeye, sendo a primeira e mais constante voz da personagem na Herbert Richers, imitada por todas as suas outras predecessoras. Fazia uma voz aguda e acelerada, dando o tom certo à personagem. Em meados de 1980 se afastou da dublagem e quem pegou seu personagem foi Adalmária Mesquita, tendo posteriormente sido feito por Lina Rossana.

 

Lady Cluck

 

Alem de Olívia, Terezinha foi a voz da galinha Lady Cluck no longa-metragem da Disney, Robin Hood, além de outros personagens em longas Disney, como a Gansa Abigail em Aristogatas, e Giddy na segunda e mais conhecida dublagem Dumbo.

 

Joanne Dru

 

Em filmes, entre outros foi a voz de Milly Elder interpretada por Joanne Dru em O Tratado dos Moicanos, Diana Boley interpretada por Jennifer Salt em Os Demônios do Seis Séculos, entre outras.

 

Permaneceu na dublagem até por volta de 1985/86.

 

Depois de sair da dublagem não tivemos mais informações sobre ela.

 

Houve informações na internet de que Terezinha havia se mudado para Uberlândia, Minas Gerais, informações essas publicadas até pouco tempo por nós, mas se trata de uma inverdade.

 
Trabalhos:

 

Filmes

 

- Milly Elder (Joanne Dru) em O Tratado dos Moicanos / Não Renego o Meu Sangue

- Veta Louise Simmons (Josephine Hull) em Meu Amigo Harvey

- Diana Boley (Jennifer Salt) em Os Demônios do Seis Séculos

 

Séries

 

- Denise Reynolds (Taaffe O’Connell) em A Super Máquina (1982) (Terceira Temporada)

 

Desenhos

 
- Olívia Palito (primeira voz) em Popeye (Herbert Richers)
- Lady Cluck em Robin Hood (Disney)

- Gansa Abigail em Aristogatas

- Giddy em Dumbo (2ª Dublagem)

- Princesa Yasminda em As Mil e Uma Noites Árabes (1959)

 

 

Fontes: Silvio Navas, Miguel Rosenberg, Hemeroteca Digital, Revista do Rádio, O Jornal, Gazeta de Notícias, A Scena Muda, Jornal da Noite, Jornal do Brasil, O Cruzeiro, Última Hora, Diário de Notícias, Marcelo Almeida, Dublanet, Rotten Romatoes.